Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Exercício e Saúde

by LONGAEVITAS.pt

Exercício e Saúde

by LONGAEVITAS.pt

02
Fev12

Semana da Intolerância Alimentar - Reino Unido

Longaevitas

Compreender a intolerância alimentar com a  YorkTest

Mais um artigo esclarecedor incluido na semana sobre intolerância alimentar no Reino Unido

From blog: Wellness Wonders

Understanding food intolerance with YorkTest

A frase 'nós somos aquilo que comemos' é mais verdade do que podemos pensar. Muitos de nós conseguimos dizer se um determinado alimento nos causa sintomas desagradáveis, ou se pelo contrário nos fazem sentir bem -  mas não se trata apenas de comer fruta ou vegetais em vez de snacks e batatas fritas, pois mesmo nutrientes saudáveis podem causar problemas. É por esta razão que a semana de Intolerância Alimentar (23 a 29 de Janeiro) tem o objetivo de espalhar a informação, o que o pode fazer sentir melhor todos os dias. Conversamos com o Dr Hilary Jones dos laboratórios YorkTest para sabermos mais…

Porquê intolerância alimentar?

De acordo com a Allergy UK,  aproximadamente 45% de  pessoas sofre de algum tipo de reacção aos alimentos - apenas 2,5% são afetados por alergia a alimentos, sendo  os restantes afetados por intolerância alimentar, podendo provocar uma enorme variedade de sintomas indesejáveis. 

Desde enxaquecas, problemas de pele, barriga inchada, cólon irritável e cansaço, devido à sensibilidade a certos alimentos, afetando todo o bem-estar. É muito difícil diagnosticar - e a solução passa pela chamada 'dieta de eliminação' em que se eliminam os grupos de alimentos que pensamos eatarem na origem do problema, o que é uma tarefa que consome muito tempo e que não oferece garantia nenhuma de resultados.(e também não é uma grande diversão!).

A diferença entre intolerância e alergia alimentar

'Alergia' é um termo muito utilizado, mas que não se aplica a tantas situações como pensamos. 

A alergia alimentar provoca uma reacção imediata, em que o sistema imunitário confunde um alimento com um 'invasor/agressor' provocando uma resposta rápida que se pode manifestar como uma erupção cutânea, inchaço, vómitos ou mesmo dificuldades de respiração, podendo mesmo ser fatal.

A intolerância alimentar é muito mais subtil. Exemplos mais conhecidos são a doença celíaca e a intolerância à lactose. A resposta é mais demorada - até três dias depois - o que torna ainda mais complicado de descobrir o que causou essa reacção e porquê. A reação em si pode ser muito ligeira, um sentimento geral de mal estar, é muito comum entre os afetados por esta patologia.
Como testar a intolerância alimentar?

Ter uma sensibilidade alimentar pode tornar-se um pesadelo, mas a boa notícia é que não tem que viver com isso. Se procurar o seu médico ou nutricionista, este provavelmente irá aconselhar a dieta de eliminação, mas se já anda à procura de identificar o que é está a provocar os sintomas de que se queixa, então o YorkTest poderá ser a solução para si. Um teste de intolerância alimentar que até pode ser feito em casa, sendo necessário apenas algumas gotas de sangue (tudo que tem de fazer é picar o dedo) para medir os anticorpos, a maneira natural do seu sistema imunológico detectar e neutralizar corpos estranhos, como vírus. Neste caso vai detetar anticorpos para alimentos, o que significa que o seu corpo está a  lutar contra uma substância alimentar particular - portanto, mostrando que é intolerante e dando-lhe as respostas de que precisa para ficar melhor.
O teste é feito em relação a 113 famílias de alimentos diferentes -  Basta enviar a sua amostra de sangue na caixa fornecida para a morada indicada nas instruções. Receberá os resultados, bem como consulta especializada, com aconselhamento sobre as mudanças a fazer na sua dieta.

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.